Ministério da Cultura propõe inclusão de linguagem neutra no Plano Nacional de Cultura

Por em 14.05.24

O Ministério da Cultura divulgou uma relação com 30 sugestões voltadas para integrar o futuro Plano Nacional de Cultura, que delineará as diretrizes para o setor nos próximos dez anos, caso seja aprovado pelo Congresso.

Sob a gestão da ministra Margareth Menezes, a pasta está impulsionando a implementação de um programa que abrange a “formação para uso da linguagem neutra” entre estudantes, professores e gestores.

Entre as propostas, destacam-se alterações em certas palavras, como substituir “todos” e “todas” por “todes“, além de trocar “menino” e “menina” por “menine“.

As 30 propostas de políticas públicas, consideradas “prioritárias” durante a 4ª Conferência Nacional de Cultura, foram organizadas por eixos temáticos, com a questão da “linguagem neutra” integrada ao eixo 4, intitulado “Diversidade cultural e transversalidades de gênero, raça e acessibilidade na política cultural“.

Uma vez encaminhado ao Congresso pelo governo, o projeto será analisado pela Comissão de Educação, presidida por Nikolas Ferreira. Dada a predominância conservadora na comissão, é pouco provável que o projeto prospere no Congresso.


Atos FM – SD

na trilha da sua vida

No AR Agora

Title

Artist

Ativar Notificações Ativar Não ativar