Megaigreja considera abandonar denominação Metodista por rejeitar pastores gays e uniões LGBT

Por em 16.01.23

Congregação da Igreja Metodista Unida (UMC), a Igreja Metodista Unida Monte Horebe de Lexington no estado da Carolina do Sul está considerando seriamente um afastamento da denominação protestante devido aos debates em andamento sobre a aceitação da homossexualidade na doutrina. A Igreja que tem mais de 5 mil membros, iniciou um período de discussão no início desta semana para considerar a possibilidade de deixar a denominação.

A Igreja Metodista Unida Monte Horebe é ligada à convenção estadual da denominação, o representante desta entidade disse que “nenhuma [outra] igreja local na Conferência da Carolina do Sul votou para se separar da Igreja Metodista Unida”, apesar da debandada registrada em outros estados dos EUA.

Toda a polêmica gira em torno dos debates internos na UMC para sua posição doutrinária oficial, que se opõe à união entre pessoas do mesmo sexo e também à ordenação de homossexuais ao ministério pastoral. Porém setores da denominação vêm ignorando a doutrina tradicional e ordenando homossexuais ao pastorado, e também realizando celebrações de uniões LGBT nos templos. Ao mesmo tempo, a realização de uma convenção geral para dar um desfecho definitivo ao tema vem sendo adiada, o que irritou as congregações e lideranças conservadoras.

Com isto, centenas de igrejas têm anunciado a desfiliação da UMC, com a maioria planejando se juntar à recém-criada Igreja Metodista Global, que permanece fiel à doutrina cristã sobre sexualidade. Ao todo, estima-se que 1.300 congregações tenham se desligado da denominação até o momento.


Atos FM – SD

na trilha da sua vida

No AR Agora

Title

Artist

Ativar Notificações Ativar Não ativar