Senado Aprova Inclusão de Conteúdos Feministas no Currículo Escolar

Por em 25.06.24

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal aprovou, na quarta-feira (19), uma proposta que torna obrigatória a inclusão de conteúdos feministas nos currículos escolares do ensino fundamental e médio.

De autoria da deputada Tábata Amaral (PSB-SP), o projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Agora, o texto segue para a Comissão de Educação, onde será discutido antes de ir ao plenário da Casa.

A proposta visa incluir conteúdos feministas em disciplinas como história, ciências, artes e cultura do Brasil e do mundo, com o objetivo de “resgatar as contribuições, vivências e conquistas das mulheres nas áreas científica, social, artística, cultural, econômica e política“.

A relatora na CDH, senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS), destacou a importância da proposta como uma maneira de valorizar a mulher na sociedade. Ela apontou que “estereótipos associam brilhantismo e genialidade muito mais aos homens do que às mulheres“, o que “desencoraja meninas a se interessarem por determinadas matérias e resulta em baixa representação feminina” em áreas de grande reconhecimento.

Para a psicóloga e palestrante Magali Leoto, muitos movimentos feministas estão mais preocupados com ideologias sociais e políticas do que com o bem-estar integral da mulher. Em seu artigo “Feminismo bíblico: o que é ser mulher, sua identidade e função na criação“, Leoto argumenta que o empoderamento feminino, que poderia ser uma ferramenta positiva, tem se tornado motivo de disputas entre os sexos, promovendo a autonomia e autossuficiência em detrimento da interdependência nos relacionamentos.


Atos FM – SD

na trilha da sua vida

No AR Agora

Title

Artist

Ativar Notificações Ativar Não ativar