Mulher é Flagrada com Cadáver em Banco para Liberar Empréstimo

Por em 18.04.24

Uma cena perturbadora capturada dentro de uma agência bancária causou uma onda de choque entre os espectadores: uma mulher acompanhada por um cadáver em uma cadeira de rodas. Segundo relatos policiais, o incidente bizarro ocorreu com o intuito de garantir a liberação de um empréstimo que já havia sido solicitado. Erika de Souza Vieira Nunes, 42 anos, levou Paulo Roberto Braga, 68 anos, ao banco para que ele pudesse assinar os documentos referentes a um empréstimo de R$ 17 mil.

As imagens mostram Erika “interagindo” com o idoso, cuja cabeça estava inclinada para o lado. Com uma caneta na mão, diante dos papéis do banco, ela parecia solicitar que ele assinasse os documentos, enquanto manipulava sua cabeça, que não se mantinha firme. O incidente, ocorrido na terça-feira (16), no Rio de Janeiro, gerou uma ampla repercussão e indignação nas redes sociais.

“Colapso da sociedade”

No Instagram, o Pastor Renato Vargens expressou sua consternação: “Sinceramente, a sociedade colapsou. Estamos nos dirigindo rapidamente para o abismo e não há argumentos contra fatos“. Ele continuou: “A falta de respeito reina no país, ao ponto de desrespeitarem um cadáver. Que Deus tenha misericórdia de todos nós“.

Para a pastora e psicóloga Darci Lourenção, trata-se de um caso que vai além do crime, sugerindo algum tipo de distúrbio psicológico. “Pelas imagens, podemos perceber que se trata de uma pessoa sem emoção, demonstrando frieza diante do cadáver, manipulando-o sem exibir qualquer sentimento, o que, em minha opinião, sugere problemas de saúde mental. No entanto, não podemos afirmar quais”.

Prisão em flagrante

Uma equipe do SAMU foi acionada e, após avaliação, informou à polícia que acreditava que o homem estava morto há cerca de duas horas. A mulher, parente do idoso, foi levada à delegacia, onde prestou depoimento. A advogada de Erika contestou a versão policial de que o homem já estava morto quando chegaram ao banco, alegando que ele ainda estava vivo no momento da chegada. Erika foi presa em flagrante por tentativa de furto mediante fraude e profanação de cadáver.


Atos FM – SD

na trilha da sua vida

No AR Agora

Title

Artist

Ativar Notificações Ativar Não ativar